quarta-feira, 2 de setembro de 2020

RIO GRANDE DO NORTE TEVE 9 ABORTOS LEGAIS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2020

 

Aborto inseguro: ilustração mostra mulher encolhida  no chão com dor — Foto: Wagner Magalhães/G1

Entre janeiro e junho, o Rio Grande do Norte registrou 9 casos de aborto legalizados no sistema público de saúde, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde e que fazem parte de levantamento nacional do G1 sobre o assunto. O estado é um dos 12 que tiveram menos de 10 abortos legalizados no primeiro semestre do ano.

Ao todo, o Brasil registrou 1.024 interrupções de gravidez previstas em lei, no período. Por outro lado, 80.948 curetagens e aspirações foram realizados em abortos mal-sucedidos, seja por abortos espontâneos ou interrupções que podem ter ocorrido de maneira ilegal.

Desde 2019, são 25 casos de aborto legal no RN - por anencefalia, estupro ou risco à vida da mulher - que são as previsões legais para interrupção de gravidez permitida por lei. Em dois casos, as pacientes foram mulheres com idades entre 15 e 19 anos. De acordo com a Sesap, não é possível dizer quantas interrupções foram realizadas por causa de estupro.

Nenhum comentário: