segunda-feira, 9 de março de 2020

Globo diz que objetivo de reportagem não era mencionar crimes das transexuais

A Rede Globo divulgou uma nota na noite deste domingo (08) sobre a repercussão do caso da detenta transexual Suzy, exibida em uma reportagem do médico Drauzio Varella. A matéria não mostrou os crimes cometidos pela trans que a levaram ao presídio. Ela foi condenada por estuprar e matar um menino de 9 anos, além de esconder o corpo por 48 horas.
Confira abaixo o que disse a Globo.
“O quadro do Dr. Drauzio Varella foi sobre uma situação que o Estado brasileiro precisa enfrentar: mulheres trans cumprem as penas pelos crimes que cometeram em meio a presos homens, o que gera toda sorte de problemas. O crime das entrevistadas não foi mencionado, porque este não era o objetivo da reportagem. Foi divulgada apenas uma estatística geral sobre eles. O quadro gerou muita empatia no público mas também críticas exatamente por não mencionar os crimes. Sobre as críticas, o Dr. Drauzio Varella divulgou a seguinte nota, que o Fantástico apoia integralmente. ‘Cuido da saúde de criminosos condenados há 30 anos. E por razões éticas não busco saber o que de errado fizeram. Sigo essa atitude para cumprir o juramento que fiz ao me tornar médico. E para não cair na tentação de traí-lo atendendo apenas aqueles que cometeram crimes leves. No quadro do Fantástico, segui os mesmos princípios’.”
Portal Grande Ponto

Nenhum comentário: