sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

POTIGUAR DE 11 ANOS DA CIDADE DE BOM JESUS, GANHA MEDALHA BRASILEIRA DE OURO NA LÍNGUA PORTUGUESA EM CORDEL

Potiguar Davi Lima, de 11 anos, com professor durante a premiação da Olimpíada de Língua Portuguesa. — Foto: Cedida

A feira, a religiosidade e o cotidiano da pequena Bom Jesus, cidade distante cerca de 45 quilômetros de Natal, foram as inspirações do poeta Davi Lima, de 11 anos, para o cordel que ganhou medalha de ouro na final da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa, neste mês, em São Paulo. O garoto foi o único representante potiguar a alcançar o ouro, entre todas as categorias. O tema central era o local de origem da cada participante. 

O responsável pela vitória do estudante da Escola Estadual Natália Fonseca foi o professor João Soares Lopes, que falou da competição para os alunos e incentivou a participação deles. Ao todo, 11 crianças prepararam textos e participaram da etapa escolar. Davi foi o vencedor na instituição, no município, no estado e, por fim, chegou à semi-final e final, realizadas na região Sudeste. "Quando o professor disse que a gente tinha sido selecionado, não acreditei", afirmou o garoto, que se emocionou ao receber a premiação. 

Apesar do incentivo da escola, a participação da família também foi fundamental na formação do garoto. Desde os quatro anos de idade, Davi sobe aos palcos junto com o pai, o poeta Jadson Lima, para recitar poesia de cordel. A escrita veio depois, com seis ou sete anos, segundo ele mesmo conta. O jovem faz parte de um grupo de poetas mirins que quer preservar a cultura no interior do estado. 


"É uma brincadeira, mas que não deixa de ser uma responsabilidade de manter. É uma arte popular muito bonita, além de ser de família", afirma.

Nenhum comentário: