sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Greve dos médicos de Natal tem 30% de adesão

Cerca de 30% dos médicos concursados do município de Natal aderiram à greve da categoria, que teve início no dia 19 de novembro. A principal pauta dos médicos é o pagamento da totalidade dos salários estipulados pela Prefeitura que, de acordo com os médicos, estão sendo efetuados apenas pela metade, sem as gratificações por atendimento ambulatorial e adicional de insalubridade.
De acordo com os médicos, o não pagamento da totalidade dos salários tem gerado desistência dos médicos aprovados no último concurso feito pela Prefeitura, que foram convocados para atuar no município. “A prefeitura não está fazendo o pagamento, e isso está levando as pessoas a desistirem do concurso. Na prática, isso faz com que eles tenham que gastar cada vez mais com médicos cooperados, que recebem o dobro do salário dos concursados”, relata o médico Anecildes Arruda, um dos que participa do movimento.
De acordo com ele, dos 35 médicos que foram convocados pela prefeitura, mais da metade já desistiu do concurso em decorrência do pagamento parcial. “A Cooperativa paga o dobro do valor, enquanto os médicos que estão diretamente vinculados ao município estão recebendo metade dos salários que deveriam receber, que já é inferior ao dos cooperados”, explica.

Nenhum comentário: