sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Aldeias Infantis promove campanha da Não Violência Contra a Mulher

Sem títuloA cada 60 minutos, 536 mulheres são agredidas no Brasil. Em apenas um minuto, ao menos três mulheres são espancadas ou sofrem tentativa de estrangulamento. Enquanto você lê este texto, dezenas estão passando por algum tipo de violência física e, inclusive, sendo mortas.
Os dados do relatório Visível e Invisível: a Vitimização da Mulher no Brasil, realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e Datafolha, com informações de 2018, apresenta em números a pandemia nacional de violência contra a mulher.
Somente em 2018, foram 4.069 vítimas de homicídios do sexo feminino, sendo que 1.206 casos foram registrados como feminicídio, ou seja, foram vítimas de crimes de ódio pelo fato de serem mulheres, de acordo com a 13ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.
“A violência doméstica contra a mulher é um dos grandes fatores que causam o afastamento de crianças e adolescentes dos seus lares de origem”, afirma a psicóloga da Aldeias Infantis, Eliane de Jesus Pinto. Mesmo nos casos em que não são alvos das agressões, os filhos também são vítimas e necessitam de assistência.

Nenhum comentário: