terça-feira, 12 de março de 2019

96% dos jovens mortos em 2018 no RN não estavam envolvidos em processos judiciais

CRIME VIOLÊNCIALevantamento realizado pela Coordenadoria da Infância e Juventude do Judiciário potiguar (CEIJ) a respeito das mortes de crianças, adolescentes e jovens ocorridas durante o ano de 2018 aponta que 96% não estavam envolvidos em processos judiciais. De acordo com o Tribunal de Justiça do RN, “o fato contraria o estereótipo construído sobre o sujeito que tem sua vida cessada durante os períodos da infância ou juventude”.
O estudo categoriza as mortes em dois grupos: daqueles que não possuíam processo na Justiça e daqueles que cumpriam medidas socioeducativas e, dentre esses grupos, os casos foram ordenados por faixa etária, que indica se a morte foi prematura, de criança, adolescente ou jovem. A relação ainda traz o caráter do falecimento dessas pessoas, que podem ter a vida interrompida por motivo natural, de maneira violenta ou em condições ainda a serem esclarecidas.

Nenhum comentário: