terça-feira, 11 de dezembro de 2018

RN teve aumento de 37% no número de mortes por AIDS

São Paulo – Pelo menos 10% dos paulistas portadores do vírus HIV não sabem que têm a doença, estima a Secretaria da Saúde do estado. Com o objetivo de diminuir os casos não notificados, possibilitar um diagnóstico precoce e promover um tratamento adequado ao paciente serão feitos, até 1º de dezembro, Dia Mundial de Combate à Aids, pelo menos 40 mil testes rápidos anti-HIV. A quinta edição da Campanha Fique Sabendo vai fazer também testes de sífilis e hepatites virais. (Foto: Marcelo Camargo/ABr)
Em dezembro, o Brasil e o mundo celebram os 30 anos de luta contra a AIDS. Para se juntar a essa causa, basta fazer um teste rápido em qualquer Unidade de Saúde. Com esse teste você saberá se você contraiu o vírus ou não. Dependendo do resultado, o segundo passo é o tratamento. A dona de casa Ana Rosa Freitas, de 56 anos, nome fictício dado a pedido da entrevistada, por exemplo, vive com o HIV desde 1997. Ela descobriu em exames de rotina e pôde iniciar o tratamento antes que o vírus se manifestasse em seu sistema imunológico, o que a levaria a adoecer de AIDS.

“Nesse ano, 1997, eu resolvi fazer o exame para HIV, simplesmente por uma questão prática mesmo, não estava com nenhum sintoma, não. Aí, quando eu fiz o exame e fui pegar o resultado, o meu médico falou que tinha dado positivo para o HIV. Tem que haver campanhas pra que as pessoas se conscientizem de fazer o exame, fazer o teste, porque muitas pessoas por aí podem estar com esse vírus, e daí alguém vai descobrir, já está doente, essa pessoal já passou pra 10, 20, 30 sem saber.”
BLOG DO SERIDÓ

Nenhum comentário: